Navigation

apoios-header

 

cctc-logo

 

haslab

 

citi.jpg

 

C.M.Almada.jpg

 

FCT.png

 

lasige.jpg

 

Outsystems

 

AnubisNetworks

 

UNLisboa

 

SAS da UNLisboa

 

OrdemEngenheiros

 

 

Sistemas Embebidos e de Tempo-Real (SETR)

Motivação e Objectivos

Um sistema embebido, em Portugal por vezes também designado por sistema embutido, é um subsistema electrónico dedicado que é utilizado em diferentes aplicações como telemóveis, robôs, veículos terrestres ou sistemas aeroespaciais. O sistema embebido pode conter a funcionalidade completa do sistema de diferentes formas – através de software em execução em processadores ou em maquinaria especializada. Em complemento ao software e hardware clássico que pode ser desenhado por engenheiros de software e de hardware, o desenho de sistemas embebidos pode exigir o desenvolvimento de software dependente de hardware e de hardware dependente de software. De forma a ir de encontro a requisitos extremamente exigentes, em termos de confiabilidade e segurança, verificação e validação, desempenho, limitações de consumo energético, dissipação de potência e interligação com outros sistemas, incluindo o “mundo real” e.g. através de sensores e actuadores, estes interfaces hardware-software necessitam de ser desenhados conjuntamente. Isto requer novos tipos de competências, que combinam o conhecimento de hardware com o de software.

Tópicos

  • Tecnologia em sistemas embebidos e de tempo-real
    • Computação e comunicação em tempo-real
    • Tecnologia de redes de sistemas embebidos
    • Redes de sensores sem fios
    • Confiabilidade e segurança em sistemas embebidos
    • Autonomia e reconfiguração
  • Desenho e métodos em sistemas embebidos e de tempo-real
    • Desenho e implementação
    • Metodologias de desenho e ferramentas
    • Co-desenho hardware/software
  • Sistemas críticos
    • Processos de desenvolvimento
    • Modelos de computação e métodos formais
    • Verificação, validação e qualificação
  • Componentes e plataformas em sistemas embebidos e de tempo-real
    • Sistemas distribuídos
    • Sistemas integrados e arquitecturas
    • Núcleos, sistemas operativos e middleware
    • Linguagens de programação e compiladores
  • Algoritmos e controlo em sistemas embebidos e de tempo-real
    • Gestão de recursos em tempo-real e escalonamento
    • Controlo da qualidade de serviço
    • Percepção e redução do consumo energético
  • Estudos de caso em sistemas embebidos e de tempo-real
    • Estudos de caso (automação industrial, domótica, robótica, veículos automóveis, aviação, aeroespacial, telecomunicações, …)

Comissão de Programa

  • Carlos Almeida, Instituto Superior Técnico
  • João Almeida, YOUMOVE Lda.
  • Luís Almeida, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
  • Paulo Bartolomeu, Micro I/O Serviços de Electrónica, Lda.
  • Nelson Blanco, PDM&FC
  • Mário Calha, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
  • João M. P. Cardoso, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
  • Luís Correia, EMPORDEF Tecnologias de Informação, S.A.
  • João Cunha, Instituto Superior de Engenharia de Coimbra
  • Manuel Dias, NAV Portugal E.P.E.
  • José Miguel Faria, Critical Software, S.A.
  • João M. Fernandes, Universidade do Minho
  • Joaquim Ferreira, Universidade de Aveiro
  • Luís Ferreira, Instituto Superior de Engenharia do Porto
  • Rodrigo Ferreira, Intelligent Sensing Anywhere, S.A.
  • José Fonseca, Universidade de Aveiro
  • Luís Gomes, Universidade Nova de Lisboa
  • Simão Melo de Sousa, Universidade da Beira Interior
  • José Metrôlho, Instituto Politécnico de Castelo Branco
  • Nelma Moreira, Faculdade de Ciências da Universidade do Porto
  • Luís Osório, Instituto Superior de Engenharia de Lisboa
  • Luís Miguel Pinho, Instituto Superior de Engenharia do Porto
  • João Redol, Nokia Siemens Networks
  • Mike Rennie, Deimos Engenharia, S.A.
  • José Rufino, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
  • Tobias Schoofs, GMV Portugal
  • Adelino Silva, LINCIS
  • Helder Silva, EDISOFT
  • Nuno Silva, Critical Software, S.A.
  • Leonel Sousa, Instituto Superior Técnico
  • Jorge Sousa Pinto, Universidade do Minho (chair)
  
Acções do Documento
« Junho 2017 »
Junho
Do
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930
 
Sections